Arquivo | junho, 2011

Embalagem Zero

27 jun

Lembram-se quando citei o  Quintal dos Orgânicos como um exemplo de coerência em relação à embalagem em que suas frutas e verduras são comercializadas??  No estado americano do Texas, a In.Gredients revolucionou o mercado de orgânicos dos EUA com o diferencial de ser a  primeira loja totalmente package-free no país. Idéia simples e bastante ousada, nada mais é do que um resgate dos velhos tempos em que nossos avós frequentavam mercearias. Os clientes são encorajados a levar seus próprios recipientes para armazenar os produtos comercializados ali. Para os menos engajados, a opção é recorrer aos potes biodegradáveis oferecidos pela loja.

Co-fundador da In.gredients, Christian Lane explica que o perfil das embalagens encontradas hoje nas rede de supermercados não são boas nem para a saúde nem para o meio ambiente. Os americanos descartam 260 mil toneladas de embalagem por dia, lotando seus aterros sanitários. Vale ressaltar que o  tamanho das embalagens acabam obrigando consumidores a comprarem mais do que o necessário, gerando desperdício. Calcula-se que  27% da comida levada para as residências dos EUA  tenham como destino a lata de lixo.

 

 

Anúncios

Horta To Go

27 jun

BACSAC

Na Casa Cor São Paulo deste ano ela foi a sensação, a horta feita com as BACSAC prova que não existe mais desculpa para viver longe do verde. Dá até para levar sua hortinha para viagem, já pensou?

Vila Preá

22 jun

Com as férias se aproximando, aqui vai uma dica para quem pretende fugir do frio sem descuidar do meio ambiente:

Um pouquinho antes de chegar na famosa Jericoacoara, no Ceará, está o Preá. Diferente de todo o burburinho oferecido por  Jeri, a vila de pescadores é puro sossego, quase ninguém na praia e muitos praticantes de Windsurf no mar. Lá, o Hotel Vila Preá é o destino de muitos estrangeiros, atraídos pela natureza, pelo vento e pela rusticidade dos bungalows, que foram planejados para conviver em harmonia com a paisagem. Confira alguns cuidados tomados na construção do hotel e que fazem toda a diferença!

– A água vem de um poço de 40 metros de profundidade na propriedade, é filtrada e sua pureza é periodicamente verificada.

– A água cinzenta dos bungalows é reaproveitada para regar plantas ao redor do deck.

– Os bangalôs e o restaurante estão sobre palafitas e não perturbam qualquer da vida selvagem existente, nem o deslocamento natural de areia.

– Mais de 400 coqueiros foram plantadas árvores e diversas outras espécies de flores são mantidas na propriedade.

– Como resultado, muitos pássaros se mudaram para este paraíso para se reproduzir e viver (como o beija-flor azul).

ENERGIA E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS

– O consumo de energia é reduzido devido à arquitetura inteligente dos bangalôs que aproveita a brisa do mar para resfriar os quartos (em vez de ruidosos aparelhos de ar-condicionado). Se necessária ventilação extra, os quartos são equipados com ventiladores.


– Potência trifásica é usada para reduzir a carga no sistema, bem como diminuir o consumo na bomba de água principal.
– Nenhuma árvore foi derrubada para a construção do hotel.

Obs: A comida servida pelo hotel é feita, sempre que possível, com ingredientes orgânicos

5 de Junho – Dia Mundial do Meio Ambiente

5 jun

 

Virada Sustentável

3 jun

Começa amanhã a Virada Sustentável. Durante os dois dias do evento, centenas de atrações ligadas ao tema de sustentabilidade  acontecerão espalhadas por mais de 60 pontos da cidade. A Virada foi planejada de maneira que não concentrasse todas as atrações em um único lugar, o que causaria grandes deslocamentos e, principalmente, grandes aglomerações em um único local. Outro cuidado  foi o de  não promover  atividades apenas em locais visitados pela população das classes média e alta, o que explica a presença de diversas atividades nas regiões periféricas da cidade, como os bairros de Capão Redondo, na zona Sul, ou Belém, na zona Leste.

 

Para consultar a programação completa, clique aqui!

Vestido de “Arraiar” Alternativo

2 jun

Vestido de Festa Junina pinica, não é barato e é descartável! Por isso, esse ano resolvi gastar um pouquinho a mais comprando um vestido supercolorido, mas que a Lola use mais de uma vez, e incrementá-lo com outros acessórios. O curioso é que quando cheguei na loja e expliquei a situação para a vendedora, ela me contou que muitas mães estão fazendo o mesmo! Logo depois vi uma mãe buscando essa alternativa, ela me contou que havia feito isso no ano passado e agora pretende repetir a dose todos os anos.

Dica: Por baixo do vestido, coloquei o tutu de bailarina e amarrei na cintura para dar mais volume.